Programação

poltronas_programacaobilheteria5

nau_program

O Grupo de Teatro Pepitos traz aos palcos o mito da nau dos loucos: numa nau à deriva, excluídos e rejeitados de todos os tipos e lugares dividem o mesmo espaço, cruzando mares e séculos, sem leis ou regras, sem capitão, sem atracar, numa viagem sem volta. Com situações inusitadas e muito humor, os passageiros dessa estranha nau, em meio à loucura, procuram o sentido de sua busca.

 


merda_prrogram

Merda! conta a história de um grupo de teatro do interior paulista que acaba de tomar uma importante decisão: montar o musical da Broadway “O Fantasma da Ópera”. Atores e atrizes vão revelando sua personalidade ao longo dos ensaios e preparativos desta estreia, cujo processo revela questionamentos como “o teatro está morto?”, “o cinema é uma arte eternizada?”, “o que o público busca quando vai ao teatro?”. Aos poucos, artistas e público vão se reencontrando com uma das artes mais antigas da história da humanidade e reverenciando as transformações vividas pelos atores.

 

efemeras_program

Concebido para dialogar  com o público sobre o universo feminino, em um momento que pede por uma mudança de olhar sobre o tema, “Efêmeras” se coloca sem travas, sem malícia, sem amarras ou pudores. Único e singelo. Tendo o cotidiano como fio condutor, aborda de forma atemporal e universal situações que, ao mesmo tempo, se contrapõem às relações humanas do mundo moderno e desnudam a alma selvagem feminina.

 


PROGR_ABRIL

Tico-Tico No Fubá, música pra avoar! é um show musical composto por cinco integrantes de repertório refinado.  Do chorinho ao samba, do maracatu às brincadeiras poéticas, atriz e músicos vão apresentar às crianças o cavaquinho, o violão, o pandeiro e a alfaia, numa grande roda musical! Em que os sons e as palavras formam juntos trava-línguas e batuques ritmados em perfeita harmonia.

Com Felipe Pereira, músico e pesquisador cultural, Karina Giannecchini, atriz mediadora, o violonista Alan Silva e outros mestres musicais.

 

  tico_prrogram

O show traz no repertório, releitura de obras tradicionais, como a toada histórica Cabocla Tereza de João Pacífico, bem como canções mais atuais como Comitiva Esperança de Almir Sater. Traz também ritmos como a folia de Reis, o cururu, a moda de viola, pagode, cana-verde e muitos outros. Em meio às canções, o espetáculo apresenta algumas intervenções teatrais, contação de causos e poesia.

Para dar vida ao espetáculo, a junção de músicos apaixonados pela cultura brasileira, cantorias e percussão de Jacque Falcheti, viola de Cássio Fonseca, Violão de Marquinhos Fonseca, Violino de Camila Santana e intervenções teatrais de Claire Jezéquel.